Filmes

 

LADRIDOS

 

Em um pequeno povoado na zona rural de Cuba um jovem passa a madrugada vigiando os animais de um estabulo. Do alto de uma torre, escuta atento à noite, os animais, a gente que passa e todas as coisas que se movem na penumbra. Nesse trajeto sonâmbulo, mugido e grunhidos se esparramam pelo chiqueiro e os corpos se confundem com a escuridão.

  • Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Índias de 2017, Colômbia

  • #7 Lima Independiente Festival Internacional de Cine, Peru.

  • 13 Festival Internacional de Cine de Monterrey, México.

  • #19 Mostra Internacional de Documentários de Bogotá, Colômbia.

  • Antofadocs 2017 - Festival Internacional de Documentários de Antofagasta, Chile.

  • Curta Cinema 2018 - Festival Internacional de Curtas do Rio De Janeiro, Brasil.

  • IV Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental, Brasil.

  • Mostra do Filme Livre 2018, Brasil.

  • Ambulante Coordenadas Puebla 2018, México.


 

TEHOM

De um escuro espesso escorre um corpo. Uma carne em líquido, uma tentativa de nascimento, os sapos, as águas e o ventre pululando o mundo.

Tehom é um videodança sensorial que comunga corpo e natureza para indagar sobre o que é nascer. Seu título se refere à grande profundeza de onde surgiram as águas primordiais da criação, segundo o Antigo Testamento; o grande abismo de onde a matéria fundante do mundo surgiu. O curta se inspira livremente nessa ideia e cria uma performances que busca, através da experimentação do corpo em contato com a natureza, revisitar o instante em que a existência surge.

  • Dança em Foco - Festival Internacional de vídeo e dança

  • 24º edição do Festival de Cinema de Vitória

  • 19º edição do Festival Internacional de Curtas de BH

  • Mostra do Filme Livre 2018


 

EXPERIMENTO COTIDIANO N.1

Ao longo de um ano o diretor gravou o cotidiano de seu bairro a partir das janelas de seu apartamento: a rotina dos transeuntes, os acontecimentos banais ou fantásticos do dia a dia, a multiplicação das construções e obras pela cidade. Experimento Cotidiano n.1 é o resultado desse processo. O filme constrói uma narrativa sem diálogos, em que os ritmos e paisagens urbanos elaboram uma história sobre uma cidade brasileira, ao mesmo tempo que revela micro histórias e personagens anônimos.

  • Ganhador da Mostra Competitiva Minas do 18º Festival Internacional de Curtas de BH

  • Ganhador do prêmio de melhor montagem da Mostra Sesc de Cinema 2017 (Etapa MG)

  • Seleção Oficial da 16ª Muestra Internacional Doc Buenos Aires.


 

ÁGUA SUJA

Água Suja é um documentário ensaístico sobre as peregrinações para as festividades de Nossa Senhora de Abadia. Anualmente, fieis de várias cidades de Minas Gerais vão à pequena cidade de Romaria para agradecer as graças recebidas e pedir por bênçãos em suas vidas.


MULTIDÃO EM UM

Web-série sobre arte e cultura em Uberlândia. Em cada um de seus 9 episódios a equipe do projeto convidou um artista ou grupo de artistas para criar uma obra audiovisual original. Como resultado, a série cria um panorama da cidade que busca valorizar seus artistas independentes, críticos e/ou experimentais. 


 

8’18’’

8’18’’ é um filme que convida o espectador a gerar outras percepções sobre a relação entre luz, tempo e espaço. Gravado em um único lugar durante vários dias, constrói através de uma única tomada uma paisagem em que tempos distintos se colocam em um único presente. Seu título, 8’18’’, refere-se ao tempo em que a luz leva em seu trajeto do Sol à Terra, propondo assim uma reflexão sobre como se percebe a passagem dos dias e o jogo entre o que se vê e o que não se vê.

  • Seleção Oficial da 16ª Muestra Internacional Doc Buenos Aires.